Nós e Amarras

Nós:

Nó Direito

É usado para unir cabos de mesma espessura e também para finalizar algumas amarras.


Nó de Escota

É usado para unir cabos de espessura diferente e fixar um cabo em uma argola.

Nó de Escota Alceado

Está é uma variante do Nó de Escota que permite unir cabos de espessura diferente, com um laço para desfazê-lo facilmente.
O modo de faze-lo é o mesmo que o de Escota simples, mas com um final diferente.


Nó de Correr

É utilizado para fazer uma alça corrediça em um cabo.

Nó Aselha

É utilizado para fazer uma alça fixa no meio de um cabo.

Nó Oito

É usado para arrematar a ponta de um cabo temporariamente, também é usado para unir cordas.

Nó de Pescador

É usado para unir dois cabos corrediços e linhas de pesca.

Nó de Catau

É utilizado para reduzir o tamanho de uma corda sem corta-la, ou para isolar alguma parte danificada da corda, sem deixá-la sob tensão.


Lais de Guia

Utilizado para formar uma alça que não corre, por isso também é um nó de resgate.

Volta do Fiel

É a forma mais fácil de fixar um cabo, sendo fácil de ajustar e desfazer.

Volta da Ribeira

Utilizado para fixar um cabo a um bastão ,tronco, galho e etc.

Volta do Salteador

É utilizado para prender uma corda a um objeto, com uma ponta fixa e outra que quando puxada desata o nó.

 

Amarras:

Amarra Quadrada

Utilizada para unir dois troncos ou bastões em ângulo reto. É a mais tradicional das amarras, utilizada em quase todos os tipos de pioneirias.

Amarra de Tripé

Serve para unir troncos para um tripé. Nesta amarra não se preocupe em apertar a corda, pois quando o tripé for armado a corda se aperta sozinha.

Amarra Diagonal

Serve para unir dois troncos que se cruzam diagonalmente.

Amarra Paralela

Está amarra serve para unir as pontas de dois troncos paralelos. O processo para fazer-lo é semelhante ao da Amarra de Tripé, mas com apenas dois troncos . Para garantir que fique firme faça uma amarra em cada extremidade, como no desenho abaixo: